Translate

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Piquenique Cultural vai movimentar Contagem neste fim de semana


















Música, poesia, oficinas de educação ambiental, batalha de rap, esportes radicais, lanches e muita interação. Essa é a proposta do projeto “Piquenique Cultural”, que vai acontecer neste fim de semana, nos dias 3 e 4 de outubro, na Pedreira Santa Rita, no bairro Amazonas, em Contagem. O evento visa a ocupação de um dos poucos espaços naturais da cidade, unindo cultura e meio ambiente.

O piquenique tem como objetivo promover ações socioambientais, educacionais e culturais, que incentivem a comunidade a ocupar o espaço  natural da pedreira,  elaborar intervenções artísticas em conjunto com os artistas convidados e desenvolver uma consciência ambiental sustentável. O evento vai reunir grupos e coletivos de arte para intercâmbio de ideias, bate-papo e muita inspiração.

O projeto tem uma ampla programação musical, palestras, roda de conversa da oficina feminina de rap, encontro de compositores e de diferentes grupos de sarau de poesia da Região Metropolitana, cine ao ar livre, highline na pedreira, intervenções circenses e uma feira de troca.  As ações educativas incluem um mutirão ambiental para limpeza da área e oficinas de consciência ambiental.

“O intuito é estimular a livre e espontânea ocupação dos espaços públicos naturais e a disseminação da cultura na cidade. Já tem gente que está cuidando da Pedreira. São escaladores e os meninos do highline, alguns colaboradores, parceiros, coletivos e artistas da região metropolitana”, afirma Severin Dahlmeier, um dos organizadores do evento.

O evento vai durar dois dias, começa neste sábado (03/10) com um acampamento  cultural e apresentações musicais, e termina no domingo (04/10) com um piquenique coletivo. O evento é uma promoção da Kopa Turismo, Associação Move Cultural, com patrocínio da Prefeitura de Contagem e apoio da Fundação Cultural de Contagem (Fundac) e Fundo Municipal de Incentivo à Cultura(Fmic).

A entrada é aberta ao público de forma gratuita. Quem quiser participar basta trazer sua barraca e seu instrumento, rimas e poesias de sua autoria, bebidas e comidas para compartilhar ou vender, cangas para forrar a grama e objetos para a feira de troca.

Segue o endereço:
R. Macapá, 928 - Bairro Amazonas, Contagem - MG, 32240-030
Fica perto da Cidade Industrial, Barreiro e da Avenida Amazonas.

Ônibus: 335 Barreiro e 3150 Regina














Mais informações:
 Programação cultural:

Sábado, dia 03/10/2015
14:00 Mutirão e Oficinas de consciência ambiental e sustentabilidade
16:00 Coletivo Beat Selecter - gRave Tropical – Parte I
18:00 Banda ConeXsência
19:00 Encontro de Freestyle 
20:00 Discotecagem Dj Bill
21:00 Coletivo Beat Selecter - gRave Tropical longside – Parte II
22:00 Experimentações sonoras com Luiz Derly
23:00 Encontro de Sarau e Cine sem Chorumelas


Domingo, dia 04/10/2015 
09:00 Menor Circo do Mundo, Feira do Troca - BH e Piquenique Coletivo
10:00 Encontro de compositores - Talita Barreto, Marcos Brey e Fransoah
11:00 Oficina de consciência ambiental e sustentabilidade
12:00 Coletivo Beat Selecter - Chill out
14:00 Celso Moretti é Dez!
15:00 Sunday Beats - Eder Antunes, Dj Minner e Woltz Woltz convidam...
20:00 Encerramento



terça-feira, 29 de setembro de 2015

Rendição



"“Quando meu foco está em cuidar de mim e do mundo, nada virá para me perturbar. Aqueles que são bons são aqueles que sempre permanecem felizes. Com base na felicidade sentimos que podemos ir além das circunstâncias e situações que vêm quando estamos no caminho espiritual. Ao perceber que os acontecimentos externos são coisas pequenas, nós os superamos. É possível manter essa atitude quando rendemos nosso intelecto a Deus. A alma acorda para sua própria verdade e Aquele a quem nos rendemos se torna responsável. Dessa forma continuamos a avançar no caminho do auto progresso de forma despreocupada e verdadeira.“"




segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Sorte de Hoje - Seja flexível!
















: ) Não há que ser forte. Há que ser flexível!

Força é importante quando queremos superar problemas e situações. Já flexibilidade é uma necessidade rotineira, porque precisamos sempre nos ajustar aos outros, às possibilidades e situações em que vivemos no trabalho, na vida pessoal e amorosa. Sem a flexibilidade não avançamos no diálogo com as pessoas e com nós mesmos. Ela é nossa maior força!


domingo, 27 de setembro de 2015

Feira Ébano em Contagem reuniu moda, beleza e cultura




A Feira Ébano, edição Contagem, foi um sucesso! Realizada no domingo passado, dia 20 de setembro, a feira trouxe vários artesãos diferentes, desde roupas, acessórios diversos, calçados com inspiração étnica, até um desfile de moda afro-brasileira produzido pela estilista Ênia Dara, que mostrou peças novas, feitas especialmente para o evento.



As atrações culturais deram todo o tempero e energia ao evento, com muita música boa, como o músico multiartista Celso Moretti, o Grupo Samba de Roda Moinho, Pithy Max e Ângelo Scarpelli e o DJ Rafael Roots, que colocou todo mundo para dançar.



O espaço multicultural conseguiu reunir um grande público que busca tanto produtos e serviços voltados à cultura e a identidade negra, quanto um ambiente de interação tranquilo e amigável para se divertir.



Parabéns a todos os empreendedores que participaram mostrando seus lindos trabalhos, aos realizadores da Move Cultura, Feira Ébano e a Prefeitura de Contagem, Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial e a Fundac que apoiaram o evento.






                                         Acessórios da Nega Badu



                                            Artesanato Afro Imani Anna



                                               Camisetas da Rubilita



                                             
                                          Acessórios da Viche Maria






                                               Camisetas variadas



                                             Vestidos

                                               Azulejo decorado



 
                                                   Modelito Enia Dara


Turbantes




                                                  Muita roupa étnica






                                       Acessórios coloridos lindos



                                Lindos  sapatos coloridos da Márcia Borges




E os lindos da Pé de Castanha



                                                  Gente cheia de estilo





A blogueira Thais Angelica, do Blog Molas ao Vento, e seu marido Bruno


                                        Eu e Cida, simpatia em pessoa!


Acompanhe:
facebook.com/feiraebano



segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Sorte de Hoje! Seja otimista!



O pessimismo nunca ganhou nenhuma batalha !

Otimismo! Oba! Esta é a palavra! E é assim que estou este ano!
Cheia de planos, vontades, desejos, aspirações, alegrias, felicidades, amor e contentamento! Ser otimista é isso ... ser inspirado, abençoado e corajoso para fazer tudo ser diferente e muito mais bonito!

É tão óbvio! Pessimistas nunca ganham nada... a não ser o fracasso, a hesitação, a falta de vontade e de ânimo para a vida! Quem quer ganhar essas coisas?

Ser otimista é ganhar de cara muitos sorrisos! E isso não tem preço!


sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Cerveja aqui é Guinness!


A cerveja em Dublin é um capítulo à parte! A famosa Guinness irlandesa é muito boa! É uma cerveja preta que tem um gosto parecido com café! Eu gostei! A Guinness é encorpada, tem sabor forte e desce fácil! A cerveja é servida em temperatura ambiente e nem precisa de geladeira! Na Irlanda há muitos pubs com música ao vivo, a maioria toca rock, e o mais interessante é que não cobram entrada e são bem pertinhos um do outro. Dá para você sair e entrar toda hora. Não se entra bêbado em pub aqui, mas pode sair! Rsrsrs Também não pode beber na rua, só em lugares fechados! Quem der bobeira bebendo na rua é preso!


Minha primeira sexta-feira em Dublin foi tomando uma Guinness no Temple Bar!
                       
                   
                  E a saga em Dublin também é tomar Carlsberg na Dice`s



quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Feira Ébano - Moda, Arte e Beleza em Contagem



























Feira Ébano - Feira Afro Mineira de Moda, Arte e Beleza


A Feira Ébano realiza sua primeira edição itinerante no próximo domingo, dia 20 de setembro, no Espaço do Saber, Rua Portugal, nº 370 – Bairro Eldorado, em Contagem. A feira traz expositores ligados à moda e a estética afro-brasileira, além de atrações culturais. O evento começa às 10h da manhã e encerra às 19h.

O objetivo é construir um espaço multicultural, buscando também atender ao público ávido em busca de produtos e serviços voltados à cultura negra, propiciando um ambiente plural de intercâmbios, saberes, gostos e identidades.

A Feira surgiu em Belo Horizonte com a finalidade aproximar o público da crescente cadeia nacional de empreendedores que desenvolvem estes trabalhos, através da exposição de produtos, serviços, workshops, desfiles, oficinas e apresentações culturais.

Programação Cultural:

11:00 Filhos de Yaiá
12:00 DJ Will
13:00 Celso Moretti
14:00 Samba de Roda Moinho
15:30 DJ Rafael Roots
16:00 Desfile
18:00 Pithy Max e Ângelo Scarpelli
19:00 Encerramento

Feira Ébano - edição Contagem


Espaço do Saber - Rua Portugal, nº 370 - Eldorado - Contagem/MG
Início: 10:00 / Encerramento: 19:00
Informações: moveculte@gmail.com / feiraebano@gmail.com

Realização: Move Cultura
Apoio: Prefeitura de Contagem, Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial e Fundac

Acompanhe:
facebook.com/feiraebano
facebook.com/MoveCultura



terça-feira, 15 de setembro de 2015

Borboletas













Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.

O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você.


No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!


Mário Quintana

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Estudar em Dublin



              Cairo, Núbia, Daiane, Professora Tânia, Raoni, eu e Leandro
                         
Entre 2013 e 2014, eu fiz intercâmbio cultural e estudei Inglês na ISI - Ireland Study International, em Dublin, na Irlanda. No ano passado, a escola ganhou o prêmio  "Star", realizado pela renomada Study Travel Magazine. Ela foi escolhida como a melhor escola de Inglês da Europa. E realmente a escola é ótima e eu gostei muito do método de ensino. Os professores são excelentes, a maioria deles são irlandeses e não falam português. As aulas são dinâmicas e conversamos em inglês o tempo todo. Toda semana chegava gente nova na sala. Os europeus ficavam menos tempo na classe, geralmente faziam cursos de um a três meses. 

Nos cursos de seis meses predominam os brasileiros, aliás, eles são muitos em qualquer escola de Dublin. Para estudar inglês lá é preciso foco. Não precisa, necessariamente, eliminar os brasileiros da sua convivência não, eu mesmo morei com quatro brazucas. Nas primeiras semanas lá fiz amizades com brasileiros no hostel e eles foram super legais comigo, cooperativos e solidários. Ter amigos e colegas brasileiros no exterior é muito bom! Você se sente mais em casa. Basta estudar mais e tentar fazer amigos estrangeiros também! E sair para conversar nas ruas com os irlandeses, ir ao pubs e pontos de encontro da cidade! Estudar Inglês morando fora é praticar todos os dias, toda hora e em todo lugar! Vale a pena demais!



terça-feira, 8 de setembro de 2015

Sorte de Hoje - Ouça mais!
















: ) Você tem uma boca e dois ouvidos, use-os nesta proporção!

Diz o ditado: "Quem fala demais dá bom dia a cavalo". Falar demais pode ser muito bom, mas ouvir é fundamental. Como Deus nos fez com dois ouvidos e uma boca é melhor seguir a lógica dele! E escutar o outro é sempre o primeiro passo para uma boa comunicação!

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Jardim





















"Um amigo me disse que o poeta Mallarmé tinha o sonho de escrever um poema de uma palavra só. Ele buscava uma única palavra que contivesse o mundo. T.S. Eliot no seu poema "O Rochedo" tem um verso que diz que temos "conhecimento de palavras e ignorância da Palavra". A poesia é uma busca da Palavra essencial, a mais profunda, aquela da qual nasce o universo. Eu acho que Deus, ao criar o universo, pensava numa única palavra: Jardim! Jardim é a imagem de beleza, harmonia, amor, felicidade. Se me fosse dado dizer uma última palavra, uma única palavra, "Jardim" seria a palavra que eu diria.

Depois de uma longa espera consegui, finalmente, plantar o meu jardim. Tive de esperar muito tempo porque jardins precisam de terra para existir. Mas a terra eu não tinha. De meu, eu só tinha o sonho. Sei que é nos sonhos que os jardins existem, antes de existirem do lado de fora. Um jardim é um sonho que virou realidade, revelação de nossa verdade interior escondida, a alma nua se oferecendo ao deleite dos outros, sem vergonha alguma... Mas os sonhos, sendo coisas belas, são coisas fracas. Sozinhos, eles nada podem fazer: pássaros sem asas... São como as canções, que nada são até que alguém as cante; como as sementes, dentro dos pacotinhos, à espera de alguém que as liberte e as plante na terra. Os sonhos viviam dentro de mim. Eram posse minha. Mas a terra não me pertencia.

O terreno ficava ao lado da minha casa, apertada, sem espaço, entre muros. Era baldio, cheio de lixo, mato, espinhos, garrafas quebradas, latas enferrujadas, lugar onde moravam assustadoras ratazanas que, vez por outra, nos visitavam. Quando o sonho apertava eu encostava a escada no muro e ficava espiando.

Eu não acreditava que meu sonho pudesse ser realizado. E até andei procurando uma outra casa para onde me mudar, pois constava que outros tinham planos diferentes para aquele terreno onde viviam os meus sonhos. E se o sonho dos outros se realizasse, eu ficaria como pássaro engaiolado, espremido entre dois muros, condenado à infelicidade.

Mas um dia o inesperado aconteceu. O terreno ficou meu. O meu sonho fez amor com a terra e o jardim nasceu.

Não chamei paisagista. Paisagistas são especialistas em jardins bonitos. Mas não era isto que eu queria. Queria um jardim que falasse. Pois você não sabe que os jardins falam? Quem diz isto é o Guimarães Rosa: "São muitos e milhões de jardins, e todos os jardins se falam. Os pássaros dos ventos do céu - constantes trazem recados. Você ainda não sabe. Sempre à beira do mais belo. Este é o Jardim da Evanira. Pode haver, no mesmo agora, outro, um grande jardim com meninas. Onde uma Meninazinha, banguelinha, brinca de se fazer Fada... Um dia você terá saudades... Vocês, então, saberão..." É preciso ter saudades para saber. Somente quem tem saudades entende os recados dos jardins. Não chamei um paisagista porque, por mais competente que fosse, ele não podia ouvir os recados que eu ouvia. As saudades dele não eram as saudades minhas. Até que ele poderia fazer um jardim mais bonito que o meu. Paisagistas são especialistas em estética: tomam as cores e as formas e constróem cenários com as plantas no espaço exterior. A natureza revela então a sua exuberância num desperdício que transborda em variações que não se esgotam nunca, em perfumes que penetram o corpo por canais invisíveis, em ruídos de fontes ou folhas... O jardim é um agrado no corpo. Nele a natureza se revela amante... E como é bom!

Mas não era bem isto que eu queria. Queria o jardim dos meus sonhos, aquele que existia dentro de mim como saudade. O que eu buscava não era a estética dos espaços de fora; era a poética dos espaços de dentro. Eu queria fazer ressuscitar o encanto de jardins passados, de felicidades perdidas, de alegrias já idas. Em busca do tempo perdido... Uma pessoa, comentando este meu jeito de ser, escreveu: "Coitado do Rubem! Ficou melancólico. Dele não mais se pode esperar coisa alguma..." Não entendeu. Pois melancolia é justamente o oposto: ficar chorando as alegrias perdidas, num luto permanente, sem a esperança de que elas possam ser de novo criadas. Aceitar como palavra final o veredicto da realidade, do terreno baldio, do deserto. Saudade é a dor que se sente quando se percebe a distância que existe entre o sonho e a realidade. Mais do que isto: é compreender que a felicidade só voltará quando a realidade for transformada pelo sonho, quando o sonho se transformar em realidade. Entendem agora por que um paisagista seria inútil? Para fazer o meu jardim ele teria que ser capaz de sonhar os meus sonhos...

Sonho com um jardim. Todos sonham com um jardim. Em cada corpo, um Paraíso que espera... Nada me horroriza mais que os filmes de ficção científica onde a vida acontece em meio aos metais, à eletrônica, nas naves espaciais que navegam pelos espaços siderais vazios... E fico a me perguntar sobre a perturbação que levou aqueles homens a abandonar as florestas, as fontes, os campos, as praias, as montanhas... Com certeza um demônio qualquer fez com que se esquecessem dos sonhos fundamentais da humanidade. Com certeza seu mundo interior ficou também metálico, eletrônico, sideral e vazio... E com isto, a esperança do Paraíso se perdeu. Pois, como o disse o místico medieval Angelus Silésius:

Se, no teu centro

um Paraíso não puderes encontrar,

não existe chance alguma de, algum dia,

nele entrar.

Este pequeno poema de Cecília Meireles me encanta, é o resumo de uma cosmologia, uma teologia condensada, a revelação do nosso lugar e do nosso destino:

"No mistério do Sem-Fim,
equilibra-se um planeta.
E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro:
no canteiro, urna violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,
entre o planeta e o Sem-Fim,
a asa de urna borboleta."

Metáfora: somos a borboleta. Nosso mundo, destino, um jardim. Resumo de uma utopia. Programa para uma política. Pois política é isto: a arte da jardinagem aplicada ao mundo inteiro. Todo político deveria ser jardineiro. Ou, quem sabe, o contrário: todo jardineiro deveria ser político. Pois existe apenas um programa político digno de consideração. E ele pode ser resumido nas palavras de Bachelard: "O universo tem, para além de todas as misérias, um destino de felicidade. O homem deve reencontrar o Paraíso." 
(O retorno eterno, pág. 65).

Rubem Alves