Translate

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Ararinha - Carlinhos Brown é Rio


Ela pula, ela sabe a bula
Ela samba, ela canta
Ela anda na ponta dos pés
Ela é minha cara, ela e jóia rara
Ela é linda, ararinha é o meu amor
Vou batendo asas na alma, quando vou
E vejo o cristo aos meus pés, redentor
Ela é minha, ela sabe a gíria
Ela gira, ela ginga, é como uma flor
Ela brinca, ela sai na brisa, ela anima
Ararinha é o meu amor
O sol a esquentar a pena, na canção
O chão só quer achar o céu na vida
Só com ela eu sou, ela é meu amor
Fly love

Equilibre suas energias através dos chacras



Segundo a milenar cultura hindu, nós temos sete centros de energia no corpo, chamados de "chacras". Cada um deles é responsável por uma emoção. Recentemente, a ciência descobriu que a localização desses chacras coincide com uma concentração privilegiada de nervos, que começa na base da espinha dorsal e termina no córtex cerebral. Quando eles ficam bloqueados, por causa de situações estressantes, crises de pânico ou até mesmo falta de atividade física, nosso humor (e nossa saúde) acabam prejudicados.
Quer saber como manter os centros de energia abertos e em equilíbrio? Então confira as lições a seguir. Todas elas são fáceis de colocar em prática e não levam mais do que cinco minutos.

Sinta-se mais...
CALMA

Chacra: Coroa.
Localização: Topo da cabeça.
Função: Gerar bem-estar e felicidade.
O que fazer: Feche os olhos e imagine uma luz violeta bem brilhante atravessando o topo de sua cabeça e passando pelo meio das sobrancelhas, garganta, peito, umbigo e base da espinha dorsal, até "visualizar" todos os chacras em perfeito alinhamento.

INTUITIVA

Chacra: Frontal.
Localização: Entre as sobrancelhas.
Função: Nos conectar com nossos sentidos e com o mundo à nossa volta.
O que fazer: Pressione o polegar ou o indicador na região conhecida como "terceiro olho" durante 30 segundos e solte. Tido como um dos mais poderosos pontos de acupuntura do nosso corpo, este chacra clareia o pensamento porque alivia o estresse, aquieta a mente e aumenta o foco e a concentração.

COMUNICATIVA

Chacra: Garganta.
Localização: Garganta.
Função: Facilitar a expressão de sentimentos.
O que fazer: Inspire fundo e pronuncie um som que você goste ao soltar o ar (pode ser o clássico "ohm"). Repita várias vezes. Esse ruído fará a laringe vibrar, estimulando o chacra. A técnica também dissolve o muco acumulado na garganta após sinusites ou crises alérgicas.

AMADA

Chacra: Coração.
Localização: Peito.
Função: Permitir que o amor entre e irradie.
O que fazer: Junte as mãos atrás da lombar ou deite com um travesseiro embaixo das costas. Nosso costume de andar e sentar com os ombros jogados para a frente bloqueia a energia do peito. Endireitá-los, portanto, ajuda a oxigenar a área, deixando-nos mais abertas para o amor.

CONFIANTE

Chacra: Plexo solar.
Localização: Abdômen.
Função: Manter a autoestima elevada.
O que fazer: Coloque as mãos sobre o abdômen e, quando inspirar, tente encher a barriga, e não o peito. Respirar do jeito certo aumenta nosso consumo de oxigênio, turbinando a autoconfiança.

CRIATIVA E APAIXONADA

Chacra: Sacral.
Localização: Pelve.
Função: Estimular a paixão e a criatividade.
O que fazer: Movimente os quadris para a esquerda e a direita, como na dança do ventre. Isso aumenta a circulação e liberta a energia estagnada.
Bônus: Praticando esse movimento, pode ser que você ainda consiga queimar umas gordurinhas localizadas.

SEGURA E INDEPENDENTE

Chacra: Raiz.
Localização: Base da espinha dorsal.
Função: Ter os pés no chão.
O que fazer: Ande descalça na areia ou na grama. A cada passo, você estimula dezenas de pontos de reflexologia localizados nas solas dos pés, enviando sinais calmantes para este chacra.



Fonte: mdemulher


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

De bike pelo mundo

{txtalt}
Natália viu bons exemplos de convivência com as bicicletas nas ciclofaixas de Amsterdã e no metrô de Copenhague, cidade onde até os semáforos foram adaptados


Jornalista e blogueira do Planeta Sustentável, Natália Garcia criou o projeto Cidades para Pessoas e, graças ao crowdfunding, vai percorrer 15 cidades do mundo em busca de boas iniciativas de valorização do espaço público que possam ser usadas como inspiração para mudar a realidade dos municípios brasileiros.

Desde maio do ano passado, a jornalista Natália Garcia está com a bicicleta na estrada. Inspirada pelo planejador urbano dinamarquês Jan Gehl, que encampou a missão de criar "cidades para pessoas", ela resolveu correr o mundo atrás de ideias para melhorar a rotina urbana: vai viver em 15 cidades escolhidas por suas boas soluções. Para bancar a proposta, recorreu ao crowdfunding, financiamento colaborativo via internet, em que qualquer um pode ajudar com pequenas quantias. Até agora, passou por Copenhague, Amsterdã, Londres, Paris e Lyon. O que mais a impressionou? "Descobri que as bicicletas podem ser estratégicas para melhorar o transporte público, além de um bom investimento para o governo: teríamos menos trânsito, menos poluição e menos problemas de saúde." Acompanhe a viagem em http://www.cidadesparapessoas.com.br./



Fonte: Casa Claudia - 01/2012

É tudo tão simples! Será?


A vida pode ser mais simples em tempos de Internet, celular, redes sociais e máquinas fotográficas a postos? Será? Talvez, o mundo esteja muito complicado para curtir a vida  à vontade em qualquer lugar, a qualquer hora, sem ser incomodado. Mas há como fugir dessas tecnologias da comunicação e da informação? Enfim, Danuza Leão em seu livro "É tudo tão simples" diz que sim. Ela fala que simplesmente não tem celular. O livro, publicado depois de 20 anos do Best Seller "Na sala com Danuza", traz uma nova visão da autora sobre como viver e se comportar nos dias de hoje. Danuza fala que mudou bastante e quer simplificar a vida. Ela não dá receitas, mas diz o que pensa com bom humor e leveza, mas às vezes é radical. O livro é interessante e bem divertido e a gente acaba fazendo um exercício de pensar em como simplificar nossas vidas. Vale a pena ler, mesmo que você não concorde com tudo!