Translate

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Eu, caçador de mim



Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito a força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura

Longe se vai
Sonhando demais
Mas onde se chega assim
Vou descobrir
O que me faz sentir
Eu, caçador de mim

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

O poder que habita em nós

O Segredo de Shambhala, o último livro da trilogia A Profecia Celestina, de James Redfield, fecha um ciclo importante pra quem está procurando se conhecer melhor e usar seu potencial para atingir uma existência mais plena neste mundo. O livro fala da força da oração e da prece, de como se concentrar nos seus objetivos e gerar energias positivas ao seu redor e, assim, influenciar positivamente os movimentos de transformação na Terra. Shambhala é um lugar onde a energia positiva conseguiu erguer um novo mundo, fundado na sabedoria e no conhecimento deste nosso potencial. O ser humano ainda conhece muito pouco sobre si.

Felizmente, a medicina já confirma através de pesquisas a força da oração e da prece - o poder da fé na cura de diversos males. Ela também está evoluindo no sentido de reconhecer os vários benefícios e resultados das chamadas ‘terapias alternativas’ para o tratamento de doenças e para melhoria da qualidade de vida. Uma delas é o poder da meditação, prática milenar oriental, que vem sendo pesquisada e indicada por vários terapeutas e médicos. As boas experiências têm comprovado que temos um poder interno tão grande que é capaz de transformar e curar definitivamente nossas vidas.

No segundo livro A Décima Profecia, James Redfiled nos leva a uma aventura espiritual em busca do nosso passado, mas articulado com nosso presente e o nosso futuro aqui na Terra. A Décima visão é a constatação de que, ao longo da história, o homem tem lutado para implementar – mesmo que inconscientemente – a espiritualidade na Terra. Cada um de nós vem aqui com uma tarefa específica, e à medida que ampliamos nossa compreensão, começa a ficar claro o propósito de nossas vidas para, mais adiante, percebermos o propósito dos diferentes grupos em que estamos inseridos e que precisam trabalhar em conjunto para criar uma nova cultura espiritual. O nosso grande desafio é viver de acordo com esta visão todos os dias, com intenção e oração.

O primeiro livro, A Profecia Celestina, o mais interessante dos três, é onde tudo começa – a busca pelo entendimento e sentido da vida. Você inicia uma viagem em que desvenda o poder do contato com as pessoas, das coincidências, do acaso e dos encontros mágicos na vida. Tudo tem razão de ser. Muitas das nossas vivências são coisas divinas, embora o nosso destino seja basicamente definido por nós mesmos, pois sempre temos a oportunidade de fazer escolhas, mesmo em situações limites. Só não escolhemos a nossa família. O resto podemos construir ao longo da vida, como o nosso modo de viver, os nossos pensamentos, nossas ações e sentimentos. Podemos sempre optar por um olhar positivo ou por um olhar negativo sobre os acontecimentos.

A leitura de cada um dos livros trouxe revelações importantes pra mim. São revelações porque o contato com essas forças internas é transformador para quem absorve profundamente o seu significado. As percepções e visões sobre a vida parecem que são aumentadas e você experimenta algo diferente. Fica mais sensível e suscetível a essas manifestações de poder e de cura. Para quem busca autoconhecimento, a trilogia traz muitas respostas e acende boas perguntas. Vale a pena ler!



quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Receita de Jornalismo na TV

Adorei! A criatividade e a sacada do pessoal do CQC !!! Eles são ótimos,críticos e muito engraçados!!! Sou jornalista com diploma e defendo muito a nossa causa, mas essa receita de jornalismo na TV pra todo mundo é uma comédia !!!



Está na hora de inovar, colegas!!!

Sorte de hoje - Controle a raiva!

: ) Não compense na ira o que lhe falta na razão!


A raiva, a arrogância e a rispidez, muitas vezes, são expressão da nossa falta de humildade para reconhecer que nem sempre temos razão. Brigar para provar que está certo só demonstra o quanto estamos ansiosos para competir e ganhar. A razão, essa verdadeira mestra, fica de lado. O que impera é a mais pura vaidade. Tem razão quem sabe compreender, perceber os vários lados da questão e se enriquecer com os diversos olhares.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Carnaval de Recife e Olinda: alto astral


Desfile de bonecos em Olinda

O Carnaval de Olinda é pura alegria. É gente fantasiada brincando de super-herói, sendo criança por alguns dias. É um bloco atrás do outro, sem parar.  É de dia, é de noite. Haja energia. Tem crianças, jovens, adultos e velhinhos. O frevo corre solto e os bonecos conduzem os foliões. Tem blocos, blocão e bloquinhos. Cinco pessoas já fazem a festa e são motivo de alegria. Em Recife, o Carnaval também pega fogo! Vários shows de artistas regionais, entre novos e antigos, muita gente boa começando. Vi shows incríveis. O de Elba Ramalho é pura energia, faz a gente morrer de dançar. Eu quase perdi o ar dentro daquela multidão, mas é irresistível!Teve apresentação de maracatus e de frevo sensacionais. Pernambuco, no Carnaval, é uma loucura. Um calor de quase 40 graus, haja água e cerveja pra se refrescar. O bom é que tem aquelas praias lindas pra gente ir. Fui à Porto de Galinhas, que estava lotada. Mas deu pra ver peixinhos nos corais e matar a saudade do mar nordestino - água super limpa e naquela temperatura.


Mariana, Fernanda e eu


Família dos bichinhos Parmalat

O Albergue de Olinda foi minha casa nestes dias. Bem localizado, na Rua do Sol, era caminho para tudo. Parecia que eu estava num sítio, num eterno feriado. Lá, tem espaço pra cozinhar, fazer churrasco e uma boa piscina, além de terraço com redes para tirar um cochilo. Conheci gente boa demais lá!Foram muitos e eu não guardei o nome de todo mundo ainda. Mas uma turma em especial, os meninos de São Paulo, fez muita diferença. Eram uns seis ou sete rapazes super engraçados e animados. Cada dia uma legging colorida! Eles são muito criativos e as fantasias ora de bichinhos da Parmalat, ora de bigode e adereços, sempre eram acompanhadas dessa linda vestimenta. No Albergue, minha escolha sempre certa em viagens, tinha gente alegre e super animada pra tudo: ficar de papo furado bebendo na piscina, encarar as ladeiras de Olinda pra sair no bloco dos super-heróis, ir à praia, no inferninho ao lado do Albergue, no Show do Lenine, ver, entrar e dançar nos blocos de dia e noite e ir pra Recife dançar alucidamente no Show da Elba Ramalho e do Alceu Valença. Dormir, ficar no quarto era o mínimo possível. O calor era de matar e lá fora só folia.


Bloco dos super-heróis

Carnaval de Olinda pede mais uma vez! Apesar do tempo não passar por lá, a gente tem essa adorável sensação! Mas acabou e você tem que voltar pra realidade. Então, um dia eu volto outra vez para me virar em 10 e curtir mais ainda essa brincadeira!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Sorte de hoje - Cair no samba!




É hoje o dia da alegria! Dia de cair no samba, de comemorar a vida, nossas raízes, nossa História, nossas lutas e, principalmente, a nossa eterna alegria de viver. Dia de ser feliz sem culpa. Dia de samba, axé, frevo, maracatu, marchinhas antigas, funk e até sertanejo. O carnaval brasileiro é uma grande mistura de ritmos. Tem para todo mundo! E quem não curte a festa, tem uns dias de moleza! É ou não é um bom négocio, ou melhor um boooom ócio. Fala sério! Desemburra essa cara e vamos cair no samba, porque dançar é ser feliz!





"Liberdade, liberdade, abre as asas sobre nós", inesquecivel!!!


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Arte para todos os sentidos
























"I love Beatles" desde criança. Não podia ouvir "Can´t buy me love" que já ficava louca! "Twist and shout " então! Mas uma canção em especial sempre fez a minha cabeça - "Strawberry fields forever"!Nunca canso de ouvir. Eu sempre viajei ouvindo "Strawberry fields" - a música te leva para outro lugar, talvez para os campos de morangos ... É impossível não abstrair. A canção não é dançante como as outras, mas tem uma melodia tão suave e envolvente que é capaz de seduzir qualquer ser vivo.

Pra minha sorte e prazer, em 2008, foi lançado no Brasil o filme "Across the universe", um musical maravilhoso só com músicas dos Beatles, com atores cantando e dançando em cena. O filme é uma festa de cores e sensações e uma grande revolucão em termos de arte. Através da construção de imagens históricas, do uso das artes plásticas e de uma fotografia belíssima, o musical conseguiu resgatar e reconstituir com perfeição toda a estética rock and roll dos anos 60 - seu conteúdo e formas poéticas, a rebeldia e a psicodélia, numa delicada história de amor, embalada ao som dos Beatles. Tudo isso numa linguagem que mistura vídeo-clipe, musical e cinema. 

Vale a pena ver e rever!





segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Amor Sem Escalas - As relações do nosso tempo


Amor Sem Escalas (2009) – parece nome de comédia romântica. Mas não é nada disso! O filme é uma comédia dramática que trata de questões muito contemporâneas: crise financeira, impessoalidade no emprego e na vida, relacionamentos rápidos e vazios, solidão, a busca de um ideal, emoções e desafios. É um filme pra ser visto como uma troca de experiências. Sem muito doce ou amargura, ele nos coloca em contato com nossas intransigências e nosso modo contraditório de pensar sobre o amor. Você vai rever suas relações de consumo, com o mundo e, principalmente, com as pessoas. 

O protagonista Ryan (George Clooney) interpreta um consultor responsável por demitir funcionários que as grandes empresas não têm coragem de dispensar. Sem laços familiares, o solteirão convicto passa 320 dias por ano viajando. Sua casa são os aviões, aeroportos e hotéis. O maior objetivo de sua vida é chegar aos 10 milhões de milhas e, assim, ser a sétima pessoa no mundo a obter um cartão ultra vip. 

Ele parece muito seguro de seu estilo de vida até conhecer duas mulheres, a arrogante e insegura assistente Natalie (Anna Kendrik) e a executiva Alex (Vera Farmiga). A primeira acredita no amor romântico e poderia ser uma mocinha das comédias românticas. A segunda é uma mulher madura, segura e independente, uma versão feminina de Ryan. As duas começam a remexer nas convicções do executivo: seus valores, seus sentimentos, sua essência, sua família. Ele tem a oportunidade de avaliar suas opções e rumos na vida.

A trama discute com o espectador, deixa-o pensar e refletir e não impõe nenhuma visão pessimista ou otimista da vida. Quando Ryan se permite viver uma paixão, ele fica tão feliz e excitado que não hesita em viajar pra ver a amada. É o instinto mais previsível – de estar junto. E, você, acompanha este momento torcendo por ele. 

Mas, ao mesmo tempo, você sabe que nem tudo é tão previsível na vida. Ele acredita e se arrisca. Mas as nossas expectativas boas ou más, nem sempre são atendidas. Na verdade, elas são só nossas. Somos sozinhos até nos sentimentos compartilhados. E ainda que o amor seja sincero, não é certa a felicidade. Pois, ele, o dom supremo, se manifesta de várias formas e intensidades. Sonhar é possível, vivenciar também, mas a entrega pode causar dor e decepção.

Relacionar-se, estar conectado com alguém é algo desejado por todos, possível, mas é imperfeito. Se formos capazes de viver e aceitar essa condição, quem sabe, num futuro próximo, vamos conseguir ter relações mais saudáveis; de maior compartilhamento, sinceridade e emoção. E vamos perder o medo de sofrer, de relacionar, de ficar sozinho, de viver! O que não dá é tentar ser frio ou romântico demais.



Sorte de hoje - Tempo pra pensar!

: )Você já parou pra pensar em quanto tempo a gente perde por não ter tempo pra pensar?


Eu vivo procurando tempo pra pensar!!! E realmente muita coisa se perde por não ter sido pensada a tempo. É incrível como isso é verdadeiro. Organizar nosso tempo e nossas atividades otimiza nossas tarefas e facilita a resolução dos problemas do dia a dia. Eu não gosto de pendências, de deixar para depois. Então, tento pensar e planejar primeiro antes de resolver todas as coisas que são possíveis. Perder tempo custa caro, principalmente porque se perde um tempo precioso que poderia ser investido em qualidade de vida!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Verão Arte Contemporânea Especial Graffiti

Hoje, sexta-feira, 05/02, o  evento Duelo de MCs encerra sua participação no "Verão Arte Contemporânea 2010" com uma noite dedicada ao Graffiti. Resgatando o início da cultura urbana de Belo-Horizonte,  quatro artistas da primeira geração de grafiteiros da cidade vão colorir as pilastras do Viaduto Santa Tereza.

Outra surpresa da noite é um concurso de Tag Digital, baseado na mais tradicional e simples forma de assinatura dos artistas do Graffiti. O Tag é a marca registrada do grafiteiro, que geralmente acompanha qualquer trabalho. Para o concurso, o Graffiti Lab Brasil lançará um case construído especialmente para a performance, customizado integralmente de acordo com a estética gambiológica com inspiração em quiosques de fotógrafos lambe-lambes. O produto, batizado provisoriamente de MalaTag, contém todo o equipamento necessário para execução do software Graffiti Analysis, que digitaliza os Tags e envia para um servidor na internet, possibilitando a reprodução online dos traçados. O  melhor Tag da noite será escolhido através de uma enquete.

O palco do Viaduto Santa Tereza ainda recebe o Tradicional "Duelo de MCs" e roda livre de dança, com espaço aberto para os diversos estilos de danças urbanas. O evento acontece a partir das 21h, debaixo do Viaduto Santa Tereza, no centro de Belo Horizonte.


Pra saber mais:
http://www.duelodemcs.blogspot.com/
www.twitter.com/familiaderua

Tag Digital:
http://www.graffitilab.com.br/
http://www.gambiologia.net/

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Flores na janela

                                                               
Flores trazem perfume, sorte,
amores, quem sabe ...
o que ela esconde
atrás da fragilidade,
da cor e da poesia:
sonhos, beleza,
alegria!



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Queria ser peixe

Sou como peixinho do mar, preciso de muita água.
Preciso de águas mornas e calmas pra descansar!
Tô precisando de uma praia bem grande e deserta
pra me caber bem inteira, mergulhar e ser peixe!
Ah!!! como eu queria ser peixe !!! tem horas que
só nadar melhora meu ânimo!!! tem horas que ficar
contemplando as belezas da vida é o que nos salva.
O que nos motiva e nos move a continuar nadando
mesmo que contra a corrente ... persistindo nos nossos
sonhos, naquilo que nos faz feliz, mais gente !!!
Ah!!! Mas nada é tão bom quanto ser peixe,
mas peixe que nunca é pescado, que vive nas
profundezas do mar, da vida.